quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Vou ficar a noite em claro sem pegar no sono meditando sobre o que de fato aconteceu. Eu até pensei que fosse terminar na cama como era de costume entre você e eu. Eu fiz de tudo mas era tarde. Foi o que eu podia dar você não entendeu. Eu quis ir fundo e você com medo. (…) E vai a noite, vem o dia. E eu aqui pensando, um cigarro atrás do outro. E eu fumo sem parar. Da janela eu vejo o trânsito congestionando, no meu peito o coração parece buzinar.

Seu Jorge

Nenhum comentário:

Postar um comentário